'tilhas


Cada vez mais rendida à 'tilha, minha gente! 
Vénias ao conforto e vénias ao street style que nos veio "explicar" que as sapatilhas "vão" com qualquer coisinha, desde o mais descontraído ao mais glamouroso! 
Vénias a essas miúdas it, todas elas pernasque sabem da poda e nos influenciam cada vez mais com as suas aparições em blogues de todo o mundo, nos sites de moda, no instagram, no tumblr e no pinterest, em doses diárias de "inspira-me aqui o guarda roupa".

Esta coisa da moda é provavelmente a mais democrática que conheço...

/Vestido camiseiro H&M (da linha plus size)/ 
/Sapatilhas Vans/ 
/Chapéu - Yard & Blues/ 
/Carteira Zara/

"um amigo é uma história que nos salva"

Não sei onde o li, mas não o perdi da memória. Aos meus amigos devo a capacidade que têm de me fazer sentir sempre mais perto de mim.








"já comeste fruta hoje?"


É o slogan que me vem à cabeça de cada vez que entro aqui, no mercado do bolhão. 
Há tanta quantidade e diversidade que só apetece desatar a encher sacas, mas nós somos só dois lá em casa e bebemos mais do que que comemos (não é verdade, não acreditem em tudo o que digo) e acabo sempre por vir embora com duas maçãs, duas isto e duas aquilo.

O Bolhão está em obras e se é verdade que há muito que precisa delas, por outro lado queria muito que não o transformassem num daqueles formatos super_mega_chique_de mercado_sem_ magia_de_mercado. 

A "ber" como corre...

/saia e body preto - Sheinside / carteira Asos/ Túnica Zara/




tipa gira que hoje me inspirou


porque gosto tanto de roupa branca, de lábios vermelhos e de cabelos com raça! Linda!

A Sandeira da Baixa

Antes de vos dizer o que achei da Sandeira queria que soubessem, sem sombras, dúvidas ou outras questões, que a minha opinião (que vale o que vale) é apenas a minha opinião, sem condicionamentos de qualquer espécie, ou seja, quando vos falo aqui dos meus "tascos" preferidos é porque efetivamente são isso mesmo, os meus tascos preferidos, sítios onde gosto de ir (e voltar a ir) porque se come bem, porque o ambiente é fixe, porque gosto de comer (ainda que as minhas nalgas se ressintam disso) e porque gosto de partilhar convosco estas coisas boas que vou descobrindo por cá. 

E, dito isto, vamos lá ao que interessa: A Sandeira!

O nome diz tudo, é uma casa de sandes.
E podíamos ficar por aqui - porque casas de sandes há muitas- não fosse a circunstância de estas serem mema mema boas! 

O pão é uma delícia e vem estaladiço e fresco e podemos escolher de entre 8 tipos de sandes (também têm saladas mas ainda não experimentei) todas elas com nomes dedicados ao Porto, como por exemplo a “São Bento” (tomate, queijo brie e abacate), a “Douro” (frango, queijo de cabra e maçã) ou a “Clérigos” (azeitona, feta, tomate e manjericão). 

Eu e o meu pai optámos pela Clérigos e, para quem, como eu, gosta daquele molho avinagrado que fica no resto da salada feita em casa, é a sandes de lamber a beiçola!

Acompanhamos com um chá de menta (que era a bebida do dia) e ainda tinhamos direito à sopa (que eu não comi) tudo por 5 €. 

Em suma, a Sandeira é aquele sítio despretensioso, boa onda onde podes parar para almoçar ou jantar ou beber um copo (que eu bem vi que também há mojitos e eu cá gosto muito de suminhos desses) e, sem gastares muito dinheiro, fazeres a festa.
Está, por tudo isto, no meu top dos sítios fixes!



A Sandeira fica na Baixa, na Rua dos Caldeireiros, no n.º 85, que foi onde o meu pai me tirou as fotografias que se seguem, sem cenários xpto ou coisa que o valha, porque a ideia era apenas mostrar-vos este vestido que comprei há uns tempos na Sheinside, que serve as 4 estações (meias e casacões também lhe vão assentar que nem ginja) e que foi baratinho que só visto: ora vejam aqui link

Colete de camurça - Zara (nova coleção)
Vestido Sheinside (link)
Sandálias jeffrey campbell via Au Revoir Cinderella (link)
Carteira Asos

AddThis