Da Arrábida à Praia da Amoreira


Na segunda semana de férias deixamos para trás o Meco e descemos para a Costa Vicentina, mas não sem antes passarmos numa das vistas mais lindas de sempre e que tantas boas memórias me traz do tempo em que vivi em Setúbal, cidade onde ainda hoje me sinto em casa, como quando se regressa de uma longa ausência - muita coisa mudou mas o essencial está lá: as pessoas mais queridas com quem tive a sorte de viver 2 anos de pura alegria - as minhas miúdas do liceu do bocage!

Fomos de Setúbal (onde almoçámos mesmo, mesmo rápido) até ao Rogil - terrinha que fica entre Aljezur e Odeceixe onde fomos desencantar a Quinta de Pêro Vicente, uma unidade de Turismo Rural com acesso a trilhos, dunas, praias e muito amiga da natureza, animais por todo o lado, plantas e uma fito etar de que o Vitor - o proprietário - se orgulha imenso!

O alojamento é honesto, limpo e sem luxos e é mais um sítio para voltarmos um dia destes, isso é certinho!
Mas antes do check in fizemos uma paragem na praia da Amoreira (na zona rio e não vigiada para não haver stresses com o Peninha)

A praia é linda e o fim de tarde estava excepcional, por isso fomos ficando até perto das 20 horas quando já não aguentávamos com tanta larica!



Adoro a sequência de mimo e a cara de deliciado do Jorge :D


E por hoje é só - é o registo de apenas um dia - mas um dia longo e bom!
nem acredito que já é Agosto e que o ano já vai a meio... às vezes, ainda que nem sempre, esta coisa do tempo deprime-me um pedacinho...

beijo, beijo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

AddThis