Panquecas low carb

Desde que, há quatro semanas, comecei a reeducar a minha alimentação e a excluir tudo o que são açucares e carbohidratos do meu dia a dia que a minha vida, disposição e corpo melhoraram substancialmente. 


Nos últimos anos tenho sofrido imenso com inflamações nos tendões que me incapacitam imenso para uma série de tarefas, nomeadamente, e quando as dores são mais agudas, conduzir. 

Por isso tinha mesmo que fazer por mudar alguma coisa se não quero ter a minha vida pré destinada a problemas de saúde (os problemas dos meus pais - diabetes, problemas de coluna, nódulos, coração, etc. etc., também me ajudaram a perceber que estava na altura de fazer alguma coisa).

Li imenso (e continuo a ler pois que ainda tenho muitas duvidas) sobre esta forma de alimentação e a primeira sensação que tive - ao contrário de tantas outras que já experimentei - é de que fazia todo o sentido para mim eliminar do meu dia a dia coisas que, até por instinto, sabia que não me faziam nada bem, como o pão, as massas, arroz e que me atrasavam as digestões ao ponto de passar quase sempre mal de cada vez os ingeria. 

Esta forma de alimentação baixa em hidratos - mais conhecida por paleolítica - mudou um bocadinho a minha relação com a comida e a verdade é que é extraordinária a quantidade de porcaria que ingerimos no nosso dia a dia, seja por ser mais fácil e rápido encomendar uma pizza, por exemplo, seja por que, efetivamente nos viciámos nestas comidas fruto de anos e anos a habituar o corpo aos açúcares. 

Além de todos os benefícios que já tenho vindo a sentir e a verificar - não perdi peso mas perdi já um bocado de volume (nunca tive muita facilidade em perder peso, pese embora esta dieta funcione muito bem para quem quer perder muitos ou poucos kgs) passaram-me as dores e inflamações, tenho muito mais energia durante o dia e a pele da cara melhorou substancialmente - uma das coisas que isto me trouxe foi encontrar alguns blogs de comida saudável que são absolutamente extraordinários, como o sprouted fig.com, que é de um bom gosto incrível (a autora é uma miúda de 19/20 anos).

Foi aqui que encontrei esta receita fantástica de panquecas que acho que vale mesmo muitíssimo a pena experimentarem!

Espero que gostem e já agora ficam a um conhecer mais um sítio que vale a pena visitar na blogosfera!


* a foto é da autora do sprouted fig

8 comentários:

  1. não consultei nutricionista (recebi o comentário no e-mail mas não me aparece aqui na página, não sei porquê) mas li o bastante (o que foi imenso) sobre esta alimentação para perceber que é saudável, não li quaisquer contra indicações relativamente à mesma (e asseguro que procurei) e a experiência até agora tem sido muitíssimo positiva para mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não deve ter procurado assim tanto pois há vários artigos e crónicas de nutricionistas a alertar para os perigos de dietas restritivas, inclusive no "journal Nutrition and Diabetes".. a vanessa faz como entender, mas p.f. não propague estas ideias, nem influencie outras pessoas a tomarem o mesmo caminho... uma consulta no nutricionista é fundamental para perceber o corpo, os objectivos e o que é preciso para os alcançar... com o devido respeito, faça isso antes de vir falar em doenças e associar certos estilos de vida como sendo benéficos para as evitar. Qualquer dia já não se recorre a profissionais para nada, vai tudo pelas modas.

      http://www.eurekalert.org/pub_releases/2016-02/uom-dew021816.php

      Eliminar
  2. Muito obrigada por partilhar comigo este artigo, de facto não o tinha lido, o que não significa que não tenha lido já muita coisa sobre o assunto.

    A ideia aqui não é influenciar ninguém a seguir o meu estilo de vida, obviamente. nem creio que seja isso que decorre do texto que escrevi. falo da minha experiência até agora (que foi, de facto, muito positiva) e no que diz respeito aos açucares processados e à sua direta influencia em processos inflamatórios, não acredito que encontre artigo que defenda o contrário.
    cada um de nós tem a liberdade de fazer as suas próprias escolhas, exatamente como diz, e de forma alguma a intenção deste post foi dizer às pessoas o que fazerem com as suas vidas ou a adoptarem uma alimentação idêntica.

    Ademais, também já consultei nutricionistas (noutros tempos) que nada me ajudaram, confesso. mas como em todas as profissões, há os bons e os maus.

    Por outro lado, pesquisas em Biologia, Bioquímica, Oftalmologia, Dermatologia, indicam que a alimentação moderna, rica em comidas refinadas, gorduras trans e açúcar, é a raiz de doenças degenerativas como a obesidade, o câncer, a diabetes, as doenças do coração, o Parkinson, a doença de Alzheimer, a depressão e a infertilidade.

    Por outro lado, esta dieta não é restritiva, continuo a ingerir todos os alimentos, hidratos inclusive, apenas não os processados que se transformam em açucares e quanto a esses, não acredito que haja quem possa defender que fazem bem à saúde. Eu não disse que não falei com um profissional de saúde, apenas disse que não consultei nenhum nutricionista, o que é diferente.

    beijinho e Obrigada!

    ah, e não é uma moda que estou a seguir... moda só a dos trapos :)

    ResponderEliminar
  3. outro ponto que me esqueci de referir, a alimentação paleolítica tem vertentes. eu não sou, nunca fui (e aos 41 anos não creio que vá mudar) pessoa de me influenciar ou sujeitar a políticas radicais, sejam elas de que género forem. acho que tudo na vida é equilíbrio, por isso, também aqui, faço por isso. e como em tudo na vida, há prós e há contras, vozes contra e vozes a favor, todas elas com a mesma veemência.
    a mim, no fim da pesquisa toda que fiz, pareceu-me que os prós são bastante mais significativos do que os contras, até porque não me encharco em carne vermelha tipo ursa parda :) mas, como disse, estou a reeducar-me há 4 semanas... vamos ver como corre o processo. :)

    ResponderEliminar
  4. Se se sente melhor é porque resulta consigo essa abordagem alimentar. Os pressupostos são consensuais: os açúcares refinados, as gorduras animais, fazem mal, portanto, evitar! Recomendo—lhe um site que também gosto muito: forks over knives. Boa e feliz dieta! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Faltou assinar!
      Lara Ferreira

      Eliminar
  5. Obrigada pela partilha, Lara! vou já cuscar esse site :) beijinho <3

    ResponderEliminar

AddThis