M de amor



Faltam-me as palavras que não chegam, nunca chegam, para explicar o que sinto para lá do lado esquerdo do corpo. faltam-me as palavras para dizer do amor, para dizer da gente que é nossa porque não há como não amar essa gente, da gente que nos salva a vida, da gente que nos oferece amor de mãos estendidas, que nos acende velas enquanto nos dá a mão, que nos prepara um pequeno almoço bonito e que, quando fica escuro, nos aquece o pijama no aquecedor antes de entrar na cama fria.
há gente que nos ama sempre, no nosso pior, no nosso melhor. há gente que nos sabe de cor, nos afasta as lágrimas e nos devolve silenciosamente as esperanças. há gente que é o amor.

Tu és

 quando regresso de ti volto sempre mais 

Em Lisboa 10.2 a 13.2.2018

2 comentários:

  1. Olá... sempre linda, fotos lindas e sabedoria do que é importante na vida, e "temos" o mesmo mini. Feliz de a ver na minha também na "minha" Lisboa.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, querida :) este mini não é meu, tenho outro um pedacito mai moderno :D

    ResponderEliminar

AddThis